Conheça a Informant          RSS

Posts Tagged: negócios


13
Dec 13

Preciso de um software para a minha empresa. E agora?

software

Quando seu negócio começa a crescer e as tarefas do dia a dia se tornam mais complexas, contar com um software sob medida pode fazer com que o trabalho em sua empresa seja mais produtivo.

Sempre que uma organização identifica a necessidade de desenvolver um novo sistema, é comum se encontrar diante de algumas dúvidas, afinal essa é uma atividade que exige conhecimentos específicos. Algumas empresas buscam soluções mais simples e caseiras, delegando a tarefa a um funcionário próprio, enquanto outras optam por sistemas de prateleira, que muitas vezes podem não se aplicam à realidade do negócio.

Para que uma aplicação possa realmente atender às particularidades do seu empreendimento, uma boa opção é a contratação de uma fábrica de softwares, ou seja, um parceiro que reúne pessoas, recursos, processos e métodos totalmente voltados para a elaboração de sistemas de forma ágil e com qualidade.

Saiba o que fazer quando você precisa de um software para sua empresa:

Reflita

O primeiro passo a ser seguido é o entendimento das necessidades. Naturalmente, você já sabe em linhas gerais o que o novo software deverá entregar, mas é preciso elaborar um pouco mais esse raciocínio para facilitar as próximas etapas.

Pense em qual é o seu principal problema e como ele pode ser resolvido. Existem outros benefícios relacionados que o software também pode trazer?

Nesse momento, não foque somente nas necessidades imediatas, mas também nos objetivos de longo prazo. Lembre-se que as tecnologias podem se tornar obsoletas em poucos anos e, por isso, é importante saber como o software pode evoluir. A aplicação deverá ser capaz de acompanhar o crescimento da empresa? O sistema deverá estar totalmente integrado com outras ferramentas de gestão para obter ou fornecer dados?

Agindo assim, você pode aproveitar a oportunidade de fazer com que o projeto já contemple funcionalidades que serão necessárias somente no futuro, sem precisar investir recursos novamente.

Escolha um parceiro

A tarefa de reflexão sobre os requisitos necessários para o software pode ser enriquecida com a contribuição da fábrica de software. Agora que você já sabe o que quer, escolha um fornecedor que compartilhe dos valores e princípios de seu negócio para que o trabalho seja harmônico e alinhado com suas expectativas.

Por desenvolverem produtos e serviços para os mais diversos setores, as fábricas de software trazem mais confiabilidade ao processo, reaproveitando o conhecimento e as funcionalidades de projetos anteriores. Além disso, estão alinhadas com as últimas tendências de tecnologia da informação e podem garantir vantagens competitivas para seu negócio.

Em uma fábrica, as entregas também são rápidas e as primeiras versões do programa podem ser testadas em um curto espaço de tempo. Dessa forma, diminuem-se os custos com programação e retrabalho.

Lembre-se que o parceiro escolhido deve ser mais do que uma simples complementação da sua equipe. A fábrica está sendo contratada para alcançar objetivos que sua empresa não conseguiria sozinha, por isso tente encontrar um fornecedor que te faça sentir confiante em todas as etapas do projeto.

Estude as ferramentas e metodologias de desenvolvimento de softwares existentes no mercado, isso pode ser importante na hora de conversar com o representante da fábrica e discutir os pontos positivos e negativos de cada uma delas.

Envolva a equipe

Antes de começar o projeto, uma importante estratégia é reunir as equipes que podem ser impactadas de alguma forma pela implantação do software para apresentar a iniciativa. Dessa forma, eles estarão cientes das mudanças que poderão ocorrer no futuro e ainda poderão contribuir para a definição dos requisitos do sistema.

Além disso, quando os funcionários se sentem envolvidos no projeto, eles estarão mais propenso a colaborar com os desenvolvedores da fábrica para que as etapas fluam da melhor maneira possível.

Defina prazos

Quando contratar uma fábrica de software, pense com cuidado no prazo necessário para que o sistema esteja totalmente disponível. Estabelecer uma data limite é crucial para que o projeto siga as etapas planejadas, evitando que as entregas ocorram de forma desordenada e ocasionem aumentos nos custos e outros problemas.

Não se esqueça de acompanhar o status de cada uma das etapas do desenvolvimento junto ao fornecedor, identificando gargalos e oportunidades de melhoria durante o projeto.

Pronto para começar o projeto do software da sua empresa? Precisa de mais informações? Entre em contato com a Informant!


25
Nov 13

O que é o MVP e como ele pode ajudar sua empresa

MVPQualquer empreendedor em busca de novos mercados deve estar disposto a atuar em um ambiente altamente competitivo, onde o lançamento de novos produtos e serviços é rápido e exige cada vez mais agilidade das empresas.

Nos setores voltados para a tecnologia da informação, em especial, gastar anos de trabalho em uma nova ideia ou projeto está fora de cogitação. A demora pode provocar grandes desperdícios ou até mesmo fazer com que a empresa perca o momento adequado para iniciar a comercialização.

Nesse cenário, usar uma estratégia para acelerar o processo, como o MPV (sigla do inglês para Minimum Viable Product ou Produto Viável Mínimo), pode ser a grande diferença entre o sucesso e o fracasso de um novo produto no mercado.

Conheça o MVP e saiba como ele pode ajudar a sua empresa:

O que é MVP?

O Minimum Viable Product é uma estratégia que permite às empresas lançarem produtos em uma versão básica, mas, ainda assim, gerando valor para o cliente e estimulando as vendas.

Apesar de o MVP ser a menor versão possível, o produto já deve trazer características fundamentais que indiquem algo mais consistente no futuro. Mesmo sendo construído com tempo e recursos limitados, ele deve mostrar sua viabilidade como negócio e não pode ser confundido com uma entrega malfeita.

Fazer um Produto Viável Mínimo requer que a empresa colete informações sobre o mercado e feedbacks dos clientes para aprender rapidamente o que precisa melhorar no preço, qualidade, distribuição e funcionalidades, permitindo que o produto seja melhorado em seus próximos ciclos de desenvolvimento.

Em outras palavras, as empresas que lançam um MVP entregam a potenciais clientes um produto com funcionalidades fundamentais para que seja submetido a teste e, posteriormente, aprimorado e finalizado.

Utilidade

Um dos principais benefícios do MVP para uma empresa é evitar grandes investimentos em produtos completos e repletos de funcionalidades, mas cuja aceitação no mercado não seja previsível. Além disso, ao exercitar a estratégia do MVP, será possível fazer previsões mais acertadas no futuro, quando sua empresa precisar tomar decisões rápidas para lançar outras aplicações.

O Minimum Viable Product permite, ainda, validar no mercado todas as suposições que foram feitas durante o desenvolvimento do produto, conhecendo na prática o que realmente chama a atenção dos consumidores. As informações levantadas nessa fase proporcionam a assimilação de novos conceitos e sua aplicação no desenvolvimento do produto.

No desenvolvimento de softwares, uma abordagem similar a essa costuma ser utilizada em recursos cujo código é aberto ou então por serviços gratuitos disponíveis na web, como provedores de e-mail, sistemas para envio de arquivos e ferramentas de gerenciamento de projetos. Eles permitem que os usuários trabalhem no sistema enquanto a empresa aprende com os feedbacks para fazer atualizações e melhorias nas aplicações.

Apesar de o MVP ser usado amplamente em setores variados, sua agilidade traz grandes benefícios para startups e empreendedores que trabalham em cenários de grande incerteza e precisam, constantemente, lançar novos produtos economizando tempo e dinheiro.

Como usar

Para que o MPV proporcione os resultados esperados, o primeiro passo é pensar no que a empresa quer testar ao lançar o produto no mercado. É importante definir métricas para acompanhar o feedback dos clientes e saber qual caminho a ser seguido.

Em seguida, é preciso avaliar quais são as funcionalidades mínimas necessárias para que o produto já possa ser efetivamente usado por alguns clientes. Lembre-se que, na maioria das vezes, o item não estará suficientemente estruturado para gerar receita para sua empresa. Dessa forma, aproveite o momento para fazer testes, conhecer o mercado e arriscar.

Apesar disso, tenha em mente que o MVP jamais pode mostrar fragilidades para o cliente, pois isso pode impactar diretamente a sua percepção sobre o produto.

O Produto Viável Mínimo é muito útil quando ninguém no mercado ainda desenvolveu alguma solução similar, pois evita os estudos comparativos forçadas com produtos ou empresas de outros setores. Os testes rápidos dessa estratégia ajudam a aprender de forma mais ágil o que dá certo e o que não dá.

Mas lembre-se que a forma como o MVP é aplicado pode variar de caso a caso. Para as empresas que atuam com B2B, é interessante testar a demanda inicial por meio de apresentações e grupos de discussão com clientes em potencial. Já as organizações que atuam no B2C, podem se beneficiar do lançamento de uma versão mais próxima do produto em si.

Para aprender mais sobre técnicas de desenvolvimento que vão colocar sua empresa à frente do mercado, fique ligado no blog da Informant!


21
Feb 10

CeBit 2010

A Informant participará do CeBIT 2010, que será realizado nos dias 02 a 06/03 em Hannover na Alemanha. A CeBIT é a maior feira do mundo relacionada à TI Digital e às soluções de telecomunicações para casa e ambientes de trabalho. Os principais grupos-alvo da feira são os usuários de indústria, o setor de atacado/varejo, bancos, setor de serviços, agências governamentais, a ciência e todos os usuários apaixonado por tecnologia. A CeBIT oferece uma plataforma internacional para a comparação de notas sobre as tendências atuais da indústria, networking e apresentações de produtos.

Veja a lista completa dos speakers aqui.

Deutsche Messe AG organiza a CeBIT em Hannover. Mais de 4.300 expositores de 69 países e cerca de 400.000 visitantes de todo o mundo participaram da última CeBIT, em 2009.

Veja como foi o CeBIT 2009:


17
Nov 09

Informant na Mega Feira Negócios

De 17 a 20 de Novembro a Informant participará da 1ª Feira Mega Negócios. A Feira é um evento multissetorial onde pequenas, micro e médias empresas de Joinville e região que vão expor e comercializar produtos, participar de cursos de capacitação e apresentar novas tecnologias e tendências para diversos segmentos . Além dos mais de 80 expositores, serão realizados Workshops que abordarão temas relacionados à abertura de empresas, vendas com criatividade, administração das finanças e soluções para novos empreendedores.

Contamos com a sua visita!