Conheça a Informant          RSS
25
Nov 13

O que é o MVP e como ele pode ajudar sua empresa

MVPQualquer empreendedor em busca de novos mercados deve estar disposto a atuar em um ambiente altamente competitivo, onde o lançamento de novos produtos e serviços é rápido e exige cada vez mais agilidade das empresas.

Nos setores voltados para a tecnologia da informação, em especial, gastar anos de trabalho em uma nova ideia ou projeto está fora de cogitação. A demora pode provocar grandes desperdícios ou até mesmo fazer com que a empresa perca o momento adequado para iniciar a comercialização.

Nesse cenário, usar uma estratégia para acelerar o processo, como o MPV (sigla do inglês para Minimum Viable Product ou Produto Viável Mínimo), pode ser a grande diferença entre o sucesso e o fracasso de um novo produto no mercado.

Conheça o MVP e saiba como ele pode ajudar a sua empresa:

O que é MVP?

O Minimum Viable Product é uma estratégia que permite às empresas lançarem produtos em uma versão básica, mas, ainda assim, gerando valor para o cliente e estimulando as vendas.

Apesar de o MVP ser a menor versão possível, o produto já deve trazer características fundamentais que indiquem algo mais consistente no futuro. Mesmo sendo construído com tempo e recursos limitados, ele deve mostrar sua viabilidade como negócio e não pode ser confundido com uma entrega malfeita.

Fazer um Produto Viável Mínimo requer que a empresa colete informações sobre o mercado e feedbacks dos clientes para aprender rapidamente o que precisa melhorar no preço, qualidade, distribuição e funcionalidades, permitindo que o produto seja melhorado em seus próximos ciclos de desenvolvimento.

Em outras palavras, as empresas que lançam um MVP entregam a potenciais clientes um produto com funcionalidades fundamentais para que seja submetido a teste e, posteriormente, aprimorado e finalizado.

Utilidade

Um dos principais benefícios do MVP para uma empresa é evitar grandes investimentos em produtos completos e repletos de funcionalidades, mas cuja aceitação no mercado não seja previsível. Além disso, ao exercitar a estratégia do MVP, será possível fazer previsões mais acertadas no futuro, quando sua empresa precisar tomar decisões rápidas para lançar outras aplicações.

O Minimum Viable Product permite, ainda, validar no mercado todas as suposições que foram feitas durante o desenvolvimento do produto, conhecendo na prática o que realmente chama a atenção dos consumidores. As informações levantadas nessa fase proporcionam a assimilação de novos conceitos e sua aplicação no desenvolvimento do produto.

No desenvolvimento de softwares, uma abordagem similar a essa costuma ser utilizada em recursos cujo código é aberto ou então por serviços gratuitos disponíveis na web, como provedores de e-mail, sistemas para envio de arquivos e ferramentas de gerenciamento de projetos. Eles permitem que os usuários trabalhem no sistema enquanto a empresa aprende com os feedbacks para fazer atualizações e melhorias nas aplicações.

Apesar de o MVP ser usado amplamente em setores variados, sua agilidade traz grandes benefícios para startups e empreendedores que trabalham em cenários de grande incerteza e precisam, constantemente, lançar novos produtos economizando tempo e dinheiro.

Como usar

Para que o MPV proporcione os resultados esperados, o primeiro passo é pensar no que a empresa quer testar ao lançar o produto no mercado. É importante definir métricas para acompanhar o feedback dos clientes e saber qual caminho a ser seguido.

Em seguida, é preciso avaliar quais são as funcionalidades mínimas necessárias para que o produto já possa ser efetivamente usado por alguns clientes. Lembre-se que, na maioria das vezes, o item não estará suficientemente estruturado para gerar receita para sua empresa. Dessa forma, aproveite o momento para fazer testes, conhecer o mercado e arriscar.

Apesar disso, tenha em mente que o MVP jamais pode mostrar fragilidades para o cliente, pois isso pode impactar diretamente a sua percepção sobre o produto.

O Produto Viável Mínimo é muito útil quando ninguém no mercado ainda desenvolveu alguma solução similar, pois evita os estudos comparativos forçadas com produtos ou empresas de outros setores. Os testes rápidos dessa estratégia ajudam a aprender de forma mais ágil o que dá certo e o que não dá.

Mas lembre-se que a forma como o MVP é aplicado pode variar de caso a caso. Para as empresas que atuam com B2B, é interessante testar a demanda inicial por meio de apresentações e grupos de discussão com clientes em potencial. Já as organizações que atuam no B2C, podem se beneficiar do lançamento de uma versão mais próxima do produto em si.

Para aprender mais sobre técnicas de desenvolvimento que vão colocar sua empresa à frente do mercado, fique ligado no blog da Informant!


Tags: , , ,

Faça um social!

Leave a comment